Wednesday, 26 de January de 2022

Companhias da construção civil desenvolvem cursos profissionalizantes para garantir mão de obra qualificada

Com o aquecimento do setor da construção civil, empresas investem em cursos profissionalizantes para suprir a falta de mão de obra qualificada

Com o aquecimento do setor da construção civil, empresas investem em cursos profissionalizantes para suprir a falta de mão de obra qualificada

Durante esta última segunda-feira, (29/11), algumas companhias do setor da construção civil anunciaram a nova aposta para o cenário atual: cursos profissionalizantes para garantir mão de obra qualificada. Esses projetos são pensados para suprir a necessidade de trabalhadores qualificados no setor durante o aquecimento da construção civil, para que as obras possam se manter em construção de forma segura.

Não deixe de ler:

Empresas profissionalizam os trabalhadores da construção civil com oficinas e cursos para a área

Apesar de ser um setor que se mantém em constante aquecimento no mercado brasileiro e movimenta uma boa parte do capital nacional, a construção civil conta agora com um desafio recorrente: a falta de mão de obra qualificada. Pensando nisso, algumas companhias desse segmento desenvolveram cursos profissionalizantes que são ministrados aos trabalhadores enquanto as obras acontecem, para garantir profissionais qualificados e um resultado mais satisfatório dos projetos que estão sendo realizados. 

A psicóloga organizacional Nathália Teles comentou acerca da importância desses cursos profissionalizantes que são oferecidos aos trabalhadores durante as operações na construção civil e como eles podem ser essenciais para o desenvolvimento desses profissionais no mercado de trabalho futuro. A executiva ainda afirmou que “É bom para empresa porque aqui a gente vai construir carreiras de pessoas qualificadas dentro das áreas que hoje estão em falta dentro do mercado”.

O ensino ocorre, muitas das vezes, na prática durante as obras, e os benefícios são visíveis tanto para as empresas quanto para os trabalhadores. O aprendiz de carpinteiro Eloísio Gonçalves Ramos comentou acerca da iniciativa e afirmou que “Já vou ganhar mais, já vou ajudar minha família e vou agradecer ao professor que me ensinou também e à empresa que me ajudou”.

Construção civil tem tudo para ser o maior setor do país, mas falta de profissionais qualificados dificulta esses resultados

O setor da construção civil é um dos maiores em arrecadação de capital e emprego de brasileiros em todo o país, apesar de sofrer com alguns problemas nesse caminho. Uma das principais dificuldades que o setor enfrenta atualmente é a falta de profissionais qualificados nas operações. Apesar de ter crescido cerca de 50% apenas durante o ano de 2021, o setor ainda conta com falta de trabalhadores profissionalizados em diferentes técnicas necessárias para as operações. 

O presidente da Abrainc, Luiz França, comentou acerca do grande potencial que a construção civil tem de crescimento no mercado brasileiro em relação às demais áreas e destacou que “O setor da construção civil tem a particularidade de ser um setor que puxa fortemente o PIB brasileiro para cima e emprega muito. Então, esse setor, quando a gente forma, recicla, ele rapidamente emprega, reduzindo o desemprego e ajudando o PIB brasileiro a crescer”.

Leonardo Menezes, coordenador de obra, destacou a importância de profissionalizar os trabalhadores e afirmou que “É um funcionário que tem a vontade, mas ele não tem a expertise da função na construção civil. E em função disso a gente adotou uma estratégia de formação das equipes dentro do canteiro, potencializando os talentos, os ajudantes”.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.