Tuesday, 03 de August de 2021

3 Razões para investir em gestão de resíduos na construção civil

Uma simples reforma gera muito resíduo, não é mesmo?

Imagina uma obra grande, as obras de médio e grande porte podem gerar toneladas de resíduos prejudiciais à saúde dos colaboradores e também ao meio ambiente. O entulho poderá causar graves acidentes e servir de habitat para pragas perigosas assim como escorpiões, além de gerar custos elevados.

Confira neste artigo razões para você investir em gestão de resíduos na construção civil e se livrar de possíveis problemas futuros. Fique conosco até o fim deste artigo e confira!

  1. Evitando multas

Uma das principais consequências negativas da falta de investimento em gestão de resíduos são as multas causadas pelo armazenamento impróprio do entulho/lixo da obra. Quando rotinas sistemáticas de gestão de resíduos são criadas dentro da organização, o custo irá diminuir e ficará mais rentável investir na prevenção do que correr risco de acabar sendo atuado por multas.

  • Prevenindo Acidentes de Trabalho

Um grande problema que poderá trazer consequências graves para a empresa. O lixo mal armazenado poderá ferir gravemente colaboradores e demais envolvidos na obra. A indústria da construção lida ainda com muitas peças e materiais de alta periculosidade. Por isso é essencial prevenir acidentes realizando assim o descarte de maneira ideal.

Razões para investir em gestão de resíduos na construção civil
  • Preservando o Meio Ambiente e praticando a Sustentabilidade

Segundo a Abrecon (Associação brasileira para reciclagem de resíduos da construção civil e demolição) a reciclagem de RCD (resíduos da construção civil e demolição) minimiza e até mesmo reduz a 0 as ações que prejudicam o meio ambiente. A gestão destes resíduos possibilitam que os materiais sejam reutilizados, diminuindo assim desperdícios e eliminando custo de descarte de entulho.

Assim todos saem ganhando, o construtor poupa dinheiro e recursos naturais e a população que reside e ou trabalha na área próxima à construção não fica sujeita à emissão de gases poluentes ou até mesmo a uma infestação de pragas como escorpiões.

Gostou do nosso artigo? Que tal deixar para nós um feedback com sua opinião nos comentários? Sua opinião é muito importante para nós! Até mais!

Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.