Início CBIC e IBGE irão realizar pesquisas sobre custos e locais de venda da construção civil em estados do Norte e Nordeste para atualização dos dados do Sinapi

CBIC e IBGE irão realizar pesquisas sobre custos e locais de venda da construção civil em estados do Norte e Nordeste para atualização dos dados do Sinapi

15 de abril de 2022 às 12:28
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Com uma base de dados cada vez mais desatualizada no Sinapi, os estados do Maranhão, Ceará e Roraima receberão pesquisas da CBIC e do IBGE para recolher informações sobre os custos e locais de venda da construção civil nos estados
Com uma base de dados cada vez mais desatualizada no Sinapi, os estados do Maranhão, Ceará e Roraima receberão pesquisas da CBIC e do IBGE para recolher informações sobre os custos e locais de venda da construção civil nos estados. Fonte: Reprodução

Com uma base de dados cada vez mais desatualizada no Sinapi, os estados do Maranhão, Ceará e Roraima receberão pesquisas da CBIC e do IBGE para recolher informações sobre os custos e locais de venda da construção civil nos estados

Durante a última segunda-feira, (11/04), a Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil (CBIC) e o Instituto Nacional de Geografia e Estatística (IBGE) comentaram sobre o levantamento de dados de locais de venda e custos do setor da construção nos estados do Maranhão, Ceará e Roraima para atualização do Sinapi e melhorias nos projetos de obras dentro das regiões.

Leia também:

Falta de dados sobre custos de materiais e locais de venda da construção civil no Sinapi será resolvida pela CBIC em parceria com o IBGE nos estados do Maranhão, Ceará e Roraima 

Um dos principais problemas que estão sendo recorrentes dentro dos estados do Ceará, Roraima e Maranhão nos projetos de obras da construção civil é a falta de dados relacionados aos custos de materiais e locais de venda no Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil, o Sinapi, e as construtoras estão com falta de dados necessários para para uma melhor eficiência dentro dos projetos no setor. 

Assim, a CBIC irá realizar, em parceria com o IBGE, um levantamento de dados sobre os custos dos materiais e os locais de vendas nos estados, utilizando-se de reuniões com as construtoras e representantes do segmento nos estados. Além disso, já foram realizadas reuniões com empresários do setor dos estados do Amapá, Pará, Amazonas, Distrito Federal e Rondônia, o que vem garantindo resultados positivos para as empresas locais e os próximos estados serão Maranhão, Ceará e Roraima.

Dessa forma, a CBIC se une com o IBGE para fornecer planilhas a serem preenchidas pelas construtoras com informações, por segmento, dos seus principais: razão social, CNPJ, endereço, telefone e nome do contato.

Com isso, os dados serão reunidos no Sinapi para que as construtoras possam tê-los à disposição quanto buscarem por informações como os locais de vendas e os custos dos materiais do segmento da construção civil para a realização de projetos de obras futuras, o que garante mais rapidez e eficiência no orçamento e nas fases iniciais das construções nos estados. 

Orçamentos e projetos de obras da construção civil se tornarão ainda mais eficientes após finalização dos levantamentos da CBIC e do IBGE para o Sinapi 

As informações que estão sendo coletadas pela CBIC e pelo IBGE em relação aos preços e custos auxiliam na elaboração, análise e avaliação de orçamentos das empresas do setor da construção civil por meio do Sinapi, enquanto os índices possibilitam a atualização dos valores das despesas nos contratos e orçamentos. Assim, os projetos de obras se tornam cada vez mais eficientes e rápidos, além de que as construtoras garantem um maior controle sobre os gastos e materiais necessários. 

Com isso, o consultor CBIC/Sinapi, Geraldo de Paula Eduardo, comentou sobre a relevância desse levantamento de dados sobre os custos dos materiais e os locais de venda para o Sinapi e afirmou: “O IBGE faz todo o treinamento necessário para o correto preenchimento da planilha, além de mostrar a necessidade de os empresários esclarecerem os fornecedores sobre a importância de darem a atenção adequada aos representantes do órgão, quando procurados no local de venda, para o bom resultado da iniciativa”.

Agora, os estados do Maranhão, Ceará e Roraima aguardam a finalização do levantamento de dados para que os projetos de obras da construção civil sejam beneficiados com as informações atualizadas dos custos dos materiais e dos locais de venda disponibilizadas diretamente no Sinapi.

Relacionados
Mais recentes