Início Governo do RN irá investir R$ 1 bilhão em obras de infraestrutura no ano de 2022

Governo do RN irá investir R$ 1 bilhão em obras de infraestrutura no ano de 2022

29 de dezembro de 2021 às 09:55
Compartilhe
Siga-nos no Google News
O governo do Rio Grande do Norte anunciou seu plano de investimento para obras de infraestrutura no valor de R$ 1 bilhão aplicados no estado em 2022
O governo do Rio Grande do Norte anunciou seu plano de investimento para obras de infraestrutura no valor de R$ 1 bilhão aplicados no estado em 2022. Fonte: Freepik

O governo do Rio Grande do Norte anunciou o seu plano de investimentos para obras de infraestrutura que contará com um total de R$ 1 bilhão aplicados no estado em 2022

Durante este último domingo, (27/12), o governo do Rio Grande do Norte comentou sobre o plano de investimentos voltados para obras de infraestrutura no ano de 2022, que contará com um total de R$ 1 bilhão aplicados em todo o estado para garantir melhorias nas condições de vida dos moradores.

Veja também:

Obras de infraestrutura no Rio Grande do Norte terão investimentos de R$ 1 bilhão em 2022

O plano de governo atual do Rio Grande do Norte está investindo em melhorar a infraestrutura do estado e garantir melhores condições de vida para os moradores e, para isso, desenvolveu um projeto de obras para o ano de 2022 que terá cerca de R$ 1 bilhão em investimentos. As áreas que serão beneficiadas são a educação, saúde, segurança pública, administração penitenciária, turismo, habitação, desenvolvimento econômico e estradas e, com isso, o governo tem como objetivo fomentar uma expansão ainda maior do estado e garantir uma qualidade de vida melhor. 

O titular da Secretaria de Estado de Infraestrutura (SIN/RN), Gustavo Coelho, comentou acerca do projeto e da importância para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte e destacou que “São obras que trarão um diferencial para a população, um posto que atende as mais variadas áreas do espectro público no âmbito do Estado, passando desde construção dos institutos estaduais de educação tecnológica e profissional até a conservação de estradas, melhorias, manutenção e restauração de muitas delas”.

Um dos principais objetivos do governo é investir na educação para desenvolver o estado e,  para isso, estão sendo desenvolvidos projetos que incluem doze Instituto Educacional do Rio Grande do Norte (IERNs), Nova Escola Potiguar, Geração Conectada, modernização da gestão com valorização e capacitação dos profissionais, e ações para superação do analfabetismo. Com isso, o governo da região dá mais um passo para garantir uma qualidade de vida mais adequada aos moradores.

Investimentos após período da pandemia será bastante importante para a geração de empregos no estado

O plano de obras voltadas para a infraestrutura está cada vez mais avançado no Rio Grande do Norte e, somente na capital, serão 10 projetos, divididos em lotes, que representam 20 intervenções nas áreas de pavimentação, turismo, urbanização, estradas, drenagem, habitação e saúde. Esses projetos fazem parte de um plano para a expansão no desenvolvimento do estado após o período grave que foi o início da pandemia e, com isso, o governo está investindo na reestruturação de todo o Rio Grande do Norte.

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Rio Grande do Norte (Sinduscon-RN), Sílvio Bezerra, comentou acerca da importância desse plano para os empregos na região e destacou: “São investimentos que nunca tivemos antes em um ano só. Também teremos a conclusão da revisão do Plano Diretor de Natal que vai reacender o mercado imobiliário na capital. Estamos muito animados com 2022 e a gente precisa que as demais áreas dos órgãos públicos tenham a perfeita noção da importância que tem licenciar as obras o mais rápido possível. Isso vai permitir que a gente gere mais empregos e benefícios para a população”.

Já a presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Norte (Crea-RN), Ana Adalgisa Dias, ressalta a relevância desse momento para a reestruturação do estado e afirma que “Quando a governadora apresentou seu plano de obras mostrando o investimento nas mais diversas áreas, ela ressaltou que era uma forma de geração de emprego e renda, principalmente para os profissionais da engenharia, agronomia e da geociência”.

Relacionados
Mais recentes