Início Prefeitura de Recife irá investir R$ 300 milhões em obras de infraestrutura

Prefeitura de Recife irá investir R$ 300 milhões em obras de infraestrutura

27 de janeiro de 2022 às 13:24
Compartilhe
Siga-nos no Google News
A prefeitura de Recife anunciou o seu plano de investimentos para o ano de 2022, que contará com um total de R$ 300 milhões aplicados em obras de infraestrutura
A prefeitura de Recife anunciou o seu plano de investimentos para o ano de 2022, que contará com um total de R$ 300 milhões aplicados em obras de infraestrutura. Fonte: Pixabay

A prefeitura de Recife anunciou recentemente o seu plano de investimentos para o ano de 2022, que contará com um total de R$ 300 milhões aplicados em obras de infraestrutura

O compromisso da prefeitura de Recife com a qualidade de vida dos moradores já vem sendo debate há alguns anos. E, durante esta última quinta-feira, (27/01), alguns representantes da administração da cidade debateram sobre o plano de investimentos em obras de infraestrutura para 2022, que contará com um total de R$ 300 milhões aplicados na região.

Confira:

Plano de investimentos para obras de infraestrutura contará com R$ 300 milhões para melhorias em Recife

A prefeitura de Recife recebeu recentemente a capacidade de pagamento B (Capag b), situação fiscal das contas que permite a realização de empréstimos internacionais para novos investimentos na cidade, já no segundo semestre de 2022. Agora, a administração da cidade irá investir um total de R$ 300 milhões em obras voltadas para a área da infraestrutura, visando garantir melhorias na qualidade de vida dos moradores locais e o desenvolvimento socioeconômico da cidade.

O prefeito da cidade de Recife, João Campos, comentou sobre as obras previstas para o ano de 2022 e destacou que “Havia contado os dias para a virada do ano, à noite do dia 31 de dezembro para o dia 1º de janeiro foi algo pelo qual esperei bastante. É que neste dia saiu uma fotografia oficial das contas da Prefeitura do Recife e a declaração de que obtivemos a capacidade de pagamento B (Capag B). Há dois meses já obtivemos essa condição, mas a chancela oficial só no dia 1º de janeiro”.

O primeiro empréstimo já foi realizado pela prefeitura da cidade e foi firmado em parceria com a Caixa Econômica Federal, com um total de R$ 100 milhões que serão utilizados nos próximos meses para o início dos projetos de infraestrutura da cidade. Com isso, toda a administração de Recife pretende expandir o desenvolvimento da região e garantir melhores condições de vida para a população, um plano que já vem sendo discutido há alguns anos na região.

Empréstimos para a área da infraestrutura em Recife começam a ser realizados e seguirão em 2022

Além do primeiro empréstimo da prefeitura de Recife, realizado em parceria com a Caixa Econômica Federal, o governo da cidade está com uma negociação em curso para a obtenção de outros R$ 200 milhões no Banco do Brasil (BB), banco federal de economia mista, também para aplicação em obras de infraestrutura na cidade. A parceria público-privada com outros bancos também está prevista para os próximos meses na cidade, uma vez que a capacidade de pagamento B (Capag b) permite uma melhor administração desses processos.

Apenas no início do ano de 2022 já estão previstos R$ 300 milhões em investimentos, que serão conseguidos com os bancos nacionais previstos para o primeiro trimestre de 2022 não precisam do chamado Capag B. Já no segundo semestre do ano, a prefeitura da cidade irá iniciar os projetos para conseguir os empréstimos em parceria com bancos internacionais e a administração de Recife já está negociando com a STN (Secretaria do Tesouro Nacional) para que esses acordos possam acontecer da forma mais segura possível nos próximos meses.

A previsão para os próximos períodos é que o Capag B possa possibilitar a obtenção de cerca de R$ 600 milhões ao ano e o prefeito João Campos destacou que “O ano da contingência foi 2021. Vamos multiplicar por três os investimentos. 2022 vai ser o ano do emprego e renda. Queremos aumentar não apenas o investimento público, mas ajudar a iniciativa privada”.

[gs-fb-comments]

Relacionados
Mais recentes